segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Repelentes de insetos - qual a diferença e qual escolher



No verão, aumenta o número de picadas de insetos, que podem transmitir doenças, causar lesões na pele que coçam e até alergias.

Então, vamos a algumas dicas de prevenção a picadas para adultos e crianças:

- Procure usar roupas compridas, largas e claras ao fazer trilhas ou frequentar ambientes com insetos.

- Evite perfumes. Fragrâncias florais podem atrair insetos. Use sabonetes, desodorantes e cremes neutros.

- Aplique o repelente de insetos. Existem alguns tipos disponíveis. Os que tem maior ação repelente são os que contem o DEET ou a Icaridina (20-25%).

- Quanto mais quente e úmido, maior a chance de picadas. Por isso, repasse o repelente com mais frequência. No caso de repelente com DEET, opte pelo de maior concentração e evite mais do que 3 aplicações ao dia. Repelentes com Icaridina devem ser reaplicados a cada 5 horas em condições de maior calor. Após molhar a pele ou muita transpiração, reaplique o produto.

- Para bebês até 2 anos, o uso de repelentes com DEET ou icaridina não é indicado. Podem ser usadas medidas físicas de proteção, como telas e mosquiteiros, roupas compridas. Existe uma linha anti mosquito da Johnson e Johnson que pode ser usada em bebês acima de 6 meses, cujo princípio ativo é o etil butilacetilaminopropionato. Parece ter proteção menos duradoura. É seguro nas gestantes.

- Para as crianças acima de 2 anos, opte pelo repelente infantil com Icaridina ou DEET. No caso do DEET deve ter concentração < 10% (aqui no Brasil. Na Europa, aceita-se até 30% para uso nas crianças).

- Alguns repelentes podem ser aplicados nas roupas, nos mosquiteiros e nas telas de proteção. Cheque as orientações do fabricante. Alguns mosquiteiros tem também inseticidas na malha (permetrina ou deltametrina).

- O protetor solar deve ser aplicado antes do repelente (20 minutos). Parece que o DEET diminui o efeito do protetor solar. Fiquem atentos!

- Tomar vitamina do complexo B e cápsulas de alho não tem efeito comprovado na prevenção de picadas. Repelentes ultrassônicos e pulseiras com DEET são pouco eficazes.

Após esses cuidados, curtam as férias livres das picadas!

E usem também o protetor solar com frequência!

Feliz 2014, com muita saúde e muitas alegrias!

Giselle Barros 



Fonte:
  • Stefani Germana Pimentel, Pastorino Antonio Carlos, Castro Ana Paula B. M., Fomin Angela Bueno F., Jacob Cristina Miuki A.. Repelentes de insetos: recomendações para uso em crianças. Rev. paul. pediatr.  [serial on the Internet]. 2009  Mar [cited  2013  Dec  02] ;  27( 1 ): 81-89. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822009000100013&lng=en.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822009000100013




Nenhum comentário:

Postar um comentário